Prefeitura de Palmeira moderniza atendimento com processos digitais

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Governo digital é um tema muito debatido nos últimos anos.  Para se ter uma ideia, a Organização das Nações Unidas (ONU) realiza uma pesquisa desde 2001 para avaliar o progresso dos países e seus esforços para alcançar o chamado e-government, ou seja, países mais avançados quando se fala em governo digital.

A definição do termo, que inicialmente se tratava mais do uso de soluções tecnológicas para gerar ganho e eficiências nos processos públicos, hoje se expande.  Quando se fala em governo digital além de ferramentas e soluções que entreguem eficiente de serviços públicos, ponto importante é a interação entre a sociedade e o Estado através dos canais digitais.

E a prefeitura de Palmeira-PR é um exemplo recente desse tipo de processo. Desde o dia 1º de julho, passou a implementar processos administrativos de forma digital com os sistemas Elotech. Agora, a população pode realizar o protocolo de pedidos e solicitações de forma online, não necessitando se deslocar até o pátio da prefeitura. A modernização do governo faz parte do programa ‘Todos por Palmeira’, no eixo ‘Palmeira Exemplo’ e ação ‘Palmeira Digital’.

De acordo com o prefeito Sérgio Belich, a prefeitura passa a implementar processos digitais, visando desenvolver um governo cada vez mais digital, acessível e desburocratizado. “Os processos digitais dão mais autonomia e visibilidade ao cidadão e aos servidores públicos, tornando as demandas mais dinâmicas e flexíveis. Temos um sistema de gestão moderno, com ferramentas necessárias e recursos tecnológicos certos para tornar a nossa prefeitura cada vez mais digital e participativa, inovando o ambiente público”, destaca.

 

Economia, agilidade e sustentabilidade

A digitalização dos processos administrativos, além de gerar agilidade para o cidadão contribui com a redução de papel, uma vez, que os processos não precisam mais ser impressos para serem concluídos. Isso gera economia para a prefeitura e sustentabilidade para o planeta. Segunda dados divulgados no site da prefeitura de Palmeira, somente no ano passado, foram gerados 20.403 processos administrativos de forma física, resultando em altos gastos com materiais de expediente (papel, canetas, grampeadores, clips, etc) e impressões.

Nos últimos 20 anos, a Prefeitura de Palmeira gerou mais de 140 mil processos impressos, o que representa mais de três milhões de folhas de papel impressas, o equivalente a 300 árvores. Somente nos últimos cinco anos, foram gastos mais de R$ 500 mil com materiais de expediente. Todos esses processos passarão a ser digitalizados. “Estamos cada vez mais na busca pela excelência, na prestação de serviços com qualidade e ética e respeito ao cidadão”, afirma Belich.

 

Post relacionados