15 de janeiro de 2021

Primeira ferramenta de gestão tributária para plataforma Windows criada pela Elotech é descontinuada após 20 anos

Completar 20 anos de história não é para qualquer um, há quem diz ser uma vida. E quando o assunto é tecnologia, 20 anos é uma eternidade. Mas todo ciclo termina. Em dezembro, a Elotech disse adeus a um importante software, que foi descontinuado no último dia 22.

Essa história começa no ano de 2000, quando o sócio-diretor da Elotech Marco Aurélio Andrade participou juntamente com outros programadores, ativamente no desenvolvimento de um software para plataforma Windows específico para a gestão tributária dos municípios: nascia o Sistema Municipal de Tributação (SMT).
O software foi o primeiro desenvolvido para o sistema Microsoft, além de ser o primeiro da Elotech a ganhar um designer visual. O SMT controlava o cálculo de IPTU e todos os demais serviços tributários. Até que com o tempo, algumas de suas características começaram a ficar defasadas. Em 2010, a Elotech passou a trabalhar em um novo software, o Aise.

Utilizando uma tecnologia mais moderna e permitindo integrações com outras ferramentas, o Aise teve a prefeitura de Maringá como seu primeiro cliente. De lá para cá, foi cada vez mais aprimorado até que, em 2014, passou a ser o software padrão da Elotech para gestão tributária. Era o início do fim do SMT.

Entre os anos de 2016 e 2017, a Elotech passou a trabalhar firmemente na migração dos cerca de 80 clientes para a ferramenta Aise. E em dezembro de 2020, após completar 20 anos de existência, o último cliente atendido pelo SMT, passou a utilizar a ferramenta Aise.

A descontinuidade do SMT foi um momento marcante para programadores da Elotech e todos os envolvidos nas rotinas do software. No ato solene de adeus, os colaboradores e diretores receberam uma camiseta estampada com as datas de sua criação e descontinuação do SMT.

Com um sorriso no rosto e lembranças da construção do software, o sócio-diretor Marco Andrade recebeu um troféu com a lembrança do SMT, com uma mensagem de reflexão pelos anos em que a ferramenta esteve em atividade: “Mais que um adeus, um muito obrigado.”

Comentários facebook

Gostou desta notícia? Imagine receber com exclusividade todas as nossas novidades? Conte com a gente e fique por dentro de tudo que fazemos de melhor!
Fique tranquilo, não compartilharemos seu e-mail e também odiamos spam.