27 de novembro de 2018

Considerada uma cidade que possui um dos melhores projetos de gestão, Ponta Grossa foi um dos municípios premiados na 6ª edição do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR). O evento aconteceu na última segunda-feira (26/11) e foi organizado pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná.

Depois de terminar o ano de 2016 com R$60 milhões em inadimplência, a Administração Pública precisou encontrar um sistema que pudesse controlar os débitos da população em relação aos impostos municipais. Para melhorar a situação financeira da prefeitura, e sair do “vermelho”, o procurador-geral de Ponta Grossa, Marcus Freitas, e o secretário municipal da fazenda, Cláudio Grokoviski, decidiram implantar um projeto que fizesse com que as pessoas pagassem suas dívidas e, por isso, houve a contratação do sistema de Gestão Pública da Elotech.

Utilizando a plataforma criada pelo gestores da empresa, a fiscalização dos impostos pagos, lançados e os que são isentos, se tornou muito mais prática. Dessa forma, as dívidas diminuíram e, o que antes estava em estado crítico, passou a melhorar.

Adotando essas novas estratégias, a inadimplência, que era de 42% em 2016, passou para apenas 22,36% em 2018, melhorando a economia da cidade.

Para mais informações sobre a premiação e, também, da situação da administração de Ponta Grossa, clique aqui.

Comentários facebook

Gostou desta notícia? Imagine receber com exclusividade todas as nossas novidades? Conte com a gente e fique por dentro de tudo que fazemos de melhor!
Fique tranquilo, não compartilharemos seu e-mail e também odiamos spam.